No Dia das Crianças, incentive práticas de consumo consciente nos pequenos

Como é de costume, as crianças esperam receber presentes no próximo dia 12, o Dia das Crianças. E os pais, por sua vez, vão sair para as compras. Aliás, a Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas (CNDL) já anunciou um crescimento de 7% nas vendas de brinquedos e roupas em relação à mesma data do ano passado.

Mas, por outro lado, esse aumento se reflete no consumo de matérias-primas, insumos, energia, água, esgotos industriais, produtos químicos, petróleo, transporte, embalagens, emissão de gases de efeito estufa e diversos resíduos: hoje, a humanidade já consome e descarta 30% a mais do que o planeta consegue repor e absorver. É inevitável, todo ato de consumo causa impactos positivos e negativos sobre a natureza, a sociedade e a economia. Por isso devemos consumir diferente, sem desperdícios, ampliando assim os impactos positivos e reduzindo os negativos. Isso é consumo consciente. Clique aqui para ficar por dentro de algumas dicas que ajudam a praticar o consumo consciente no seu dia-a-dia.

O desafio, portanto, é consumir de forma sustentável. Vencer este desafio já é um belo presente para todas as crianças. Isso também significa preocupação com o bem estar dos cidadãos do futuro e ensinar, desde cedo, a responsabilidade do consumidor em relação à conservação da natureza, às relações sociais e na construção de uma economia sólida e sustentável.

Cecília Gasparian, psicopedagoga e diretora científica da Associação Brasileira de Psicopedagogia (ABPP), destaca a vantagem de proporcionar esse aprendizado às crianças. “Elas [as crianças] estão na fase inicial de compreensão do mundo. Por isso, quanto mais cedo começarem a lidar com a responsabilidade de preservar o meio em que elas também vão criar seus filhos, tanto melhor”.

A recomendação, portanto, é incluir a criança no processo da compra – decidir com ela quanto gastar, o que comprar e, juntos, discutir os fatores socioambientais que levaram a escolha do produto. Mas, antes de ir às compras, veja algumas dicas do Akatu para praticar o consumo consciente no Dia das Crianças. Elas inspiram para a troca de bens e de sentimentos entre pais e filhos, incentivam à conversa, ao ensinamento e à experimentação.

Atividades
Abaixo, confira mais sugestões de presentes e atividades para realizar com as crianças neste dia especial. O foco é proporcionar um clima favorável à fluidez de sentimentos, comportamentos e valores, como amor, afeto, compaixão, alegria, carinho, justiça, respeito, solidariedade e sensibilidade. Ou seja, alguns dos prazeres da vida que quanto mais “gastamos”, mais se multiplicam.

Site

www.akatumirim.org.br
Descritivo: o site estimula crianças a navegarem pelo mundo do consumo consciente. Acessando a página, as crianças descobrem por meio de jogos, dinâmicas, leitura e muita interatividade, de onde vêm e para onde vão os diversos produtos que consomem, além de descobrirem os impactos de suas cadeias produtivas sobre o meio ambiente.

Passeios

Praças, parques ou zoológicos: as crianças adoram passeios ao ar livre. Aproveite a oportunidade para ensinar a elas a relação que nós, seres humanos, temos com tudo que nos rodeia e a importância de conservar os seres vivos, como plantas, árvores e animais. Priorize parques e zoológicos que têm espécies em vias de extinção e aproveite para reforçar a necessidade de conservar o meio ambiente. Muitos parques têm estrutura para a prática de atividades físicas, como andar de bicicleta, jogar bola ou, simplesmente, correr.

Piquenique: uma ótima oportunidade para juntar a família e, em conjunto, fazer uma refeição ao ar livre, trocar ideias, afeto, contar às crianças sobre suas memórias de infância – cheiros, cores e sabores –, sempre conectando com o meio ambiente, brincadeiras e muitas outras coisas. Baixe o Guia para um Piquenique Sustentável para saber como se deslocar, formas corretas de descarte dos resíduos gerados, sugestões de brincadeiras e outras dicas para fazer um piquenique sustentável. Veja aqui sugestões sobre o que levar na cesta de alimentos.

Leitura

As editoras brasileiras já contam com uma rica diversidade de livros infantis, de autores nacionais e estrangeiros, que mostram às crianças, de forma simples e educativa, a importância de respeitar e preservar a natureza e o próximo.

Título: 10 coisas que eu posso fazer para ajudar meu planeta
Autora: Melanie Walsh
Editora: Alles Trade
Classificação: indicado para crianças de três a sete anos

Título: Meu dia verde
Autora: Melanie Walsh
Editora: Alles Trade
Classificação: indicado para crianças de sete a 12 anos

Título: Belezura matinha
Autor: Lalau
Editora: Peirópolis
Classificação: indicado para crianças de três a sete anos

Título: O Livro do planeta Terra
Autor: Todd Parr
Editora: Panda Books
Classificação: indicado para crianças de três a dez anos

Título: Ana Folha e a turma do lixão
Autora: Luciana Ribeiro
Editora: Ler Editora
Classificação: indicado para crianças de sete a dez anos

Título: O Livro Eu Te Amo
Autor: Todd Parr
Editora: Panda Books
Classificação: indicado para crianças de três a dez anos

(Akatu)

Print Friendly, PDF & Email