Mundo terá que investir US$ 38 trilhões em energia até 2035

A geração de energia elétrica representará 45% das necessidades, com uma projeção US$ 16,9 trilhões

Para atender a demanda de energia até 2035, o mundo precisará investir US$ 1,5 trilhão por ano, alertou a Agência Internacional de Energia (AIE), o que totaliza US$ 38 trilhões no acumulado do período. O montante é 15% superior à estimativa anterior feita pela Agência, submetida à Organização de Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE).

– Os gastos de produção aumentam em várias partes do mundo e é cada vez mais difícil extrair energia. É por isso que nossos números aumentam substancialmente”, explicou o economista chefe da AIE, Fatih Birol.

– Se não investirmos esse dinheiro, a produção não aumentará para atender às necessidades, e como resultado teremos preços muito superiores aos de hoje –, acrescentou.

Segundo o economista, este aumento de preços será sentido já nos próximos cinco anos devido à insuficiente injeção de dinheiro.

De acordo com a AIE, só o setor de petróleo e gás demandará cerca de US$ 19,5 trilhões, já que está cada vez mais caro extrair petróleo, pois as novas descobertas estão em locais de mais difícil acesso, como as águas ultraprofundas da camada pré-sal no Brasil.

Segundo cálculos da agência, US$ 10 trilhões devem ir para o petróleo e US$ 9,5 trilhões para o gás nos próximos 25 anos.

A geração de energia elétrica representará 45% das necessidades, com uma projeção US$ 16,9 trilhões, muito à frente do carvão, que responderá por 3%, com estimativa de US$ 1,1 trilhão; e dos biocombustíveis, que devem ocupar 1%, com demanda de US$ 300 bilhões, segundo a AIE.

fonte : Correio do Brasil

Print Friendly, PDF & Email