Hillary afirma que, como Brasil, EUA deveriam focar interesse econômico

Secretária de Estado americana disse estar revisando prioridades da política externa dos EUA para incluir economia

Foto: ASSOCIATED PRESS/AP_ Secretária de Estado americana quer priorizar economia na política externa

A secretária de Estado americana, Hillary Clinton, disse nesta sexta-feira em Nova York que Washington deveria colocar seus interesses econômicos no centro da política externa da mesma forma como fazem países de economias emergentes como Brasil e Índia.

Em discurso no Economic Club of New York, a chefe da diplomacia americana adiantou que está revisando as prioridades da política externa dos Estados Unidos para incluir a economia em todos os aspectos.

“Os emergentes como Índia e Brasil colocam a economia no centro de sua política externa”, disse Hillary, referindo-se que o primeiro questionamento que se fazem esses países diante de uma situação de política externa é: “como isso vai afetar a nossa economia”.

Hillary ressaltou que os Estados Unidos “precisam pensar nessa mesma questão, não que a resposta vá ditar as decisões de política externa, mas porque é uma parte significativa da equação”.

“Os EUA têm de se posicionar para liderar em um mundo em que a segurança é alcançada em salas de reuniões e nas bolsas (de valores), da mesma forma que no campo de batalha”, afirmou Hillary, quem ressaltou que já “viu Governos caírem por crises econômicas”.

Esse último ponto foi uma alusão à Primavera Árabe, que começou na Tunísia e se espalhou por toda a região, e ao fato de hoje a Europa enfrentar sua prova mais difícil devido à recessão e à dívida. A responsável pela política externa americana se referiu igualmente ao fato de o Governo do presidente Barack Obama centrar a atenção em construir relações diplomáticas e institucionais mais fortes com a região da Ásia-Pacífico, da mesma forma que os EUA fizeram no século passado com a Europa.

Fonte : ig.com.br _ com EFE

Print Friendly, PDF & Email