Expedição inédita investiga fundo do mar Morto

A agência de notícias Reuters divulgou nesta segunda-feira fotos da expedição inédita no mar Morto.

Neste ano, cientistas descobriram fontes de água doce saindo de crateras com cerca de 5 a 8 metros quadrados de profundidade, além de uma “mistura” de micro-organismos que vivem em fissuras no fundo do mar. Detalhe: em quantidades e variedades surpreendentes que animam os exploradores.

Ronen Zvulun/Reuters
Pesquisador alemão mostra amostras retiradas do mar Morto; esta é a primeira expedição científica no local
Pesquisador alemão mostra amostras retiradas do mar Morto; esta é a primeira expedição científica no local

Os trabalhos estão sendo realizados em parceria por duas equipes: os alemães do Instituto de Microbiologia Marinha Max Planck e os israelenses da Universidade Ben Gurion.

O mar Morto está desaparecendo rapidamente. A cada ano, ele perde cerca de 1 metro de água em forma de vapor. Parte do problema é o rio Jordão, que abastece o mar Morto, mas cujas águas estão sendo exploradas para consumo humano.

A pesquisa atual pretende medir a capacidade das fontes de gerar água doce para o mar Morto. Apesar de as águas dele serem as mais salinas do mundo, ele é composto também de água doce.

Fonte: Folha de São Paulo

Print Friendly, PDF & Email
Tags: