EUA prometem US$ 450 milhões à Indonésia para crescimento econômico verde

EUA prometem US$ 450 milhões à Indonésia para crescimento econômico verde (Foto: Gabriela Campêlo)
EUA prometem US$ 450 milhões à Indonésia para crescimento econômico verde (Foto: Gabriela Campêlo)

O governo dos EUA prometeu mais de US$ 450 milhões para um “crescimento verde” na Indonésia, relatou o Departamento de Estado.

Sob o recém-assinado Pacto para Indonésia da Corporação do Desafio do Milênio (MCC), o governo indonésio implementará um “Projeto de Prosperidade Verde” de US$ 332,5 milhões para “apoiar ambientalmente o crescimento econômico sustentável através da promoção da gestão de florestas, turfeiras e outros recursos naturais e do desenvolvimento de energias renováveis”.

A iniciativa inclui o apoio à conservação de florestas tropicais e turfeiras, esforços para a proteção de recifes de corais, melhor gestão de pesca e costeira e programas de qualidade do ar.

Os EUA contribuirão com US$ 6,9 milhões para o Centro de Mudanças Climáticas da Indonésia (ICCC), que, de acordo com o Departamento de Estado, “se focará no mapeamento e monitoramento de turfeiras e florestas tropicais ricas em carbono com especialistas do Serviço Florestal dos EUA, trazendo a melhor ciência e análise disponível para líderes políticos em estratégias e decisões-chave para mitigar e se adaptar às mudanças climáticas”. A Noruega também está fornecendo fundos para o ICCC.

O Departamento de Estado diz que aplicou US$ 58 milhões em novos programas USAID para gestão de florestas, recursos marinhos e energia limpa sob a parceria SOLUSI de US$ 119 bilhões com a Indonésia para um desenvolvimento de baixo carbono.

“O pacto MCC com a Indonésia estimulará o crescimento econômico, reduzirá a pobreza, melhorará a transparência e fortalecerá a democracia, ajudando a Indonésia a tomar decisões mais sábias e sustentáveis sobre recursos naturais”, afirmou Nigel Purvis, presidente grupo de pesquisa Assessores do Clima, em uma declaração. “Reconhecendo o papel que a gestão sustentável dos recursos naturais tem no crescimento econômico, e insistindo em resultados mensuráveis, a MCC está ajudando a modernizar o auxílio externo dos EUA e a proteger os interesses nacionais vitais dos EUA”.

O acordo apoiará o plano 7/26 do presidente Susilo Bambang Yudhoyono, que visa 7% de crescimento econômico anual com uma redução de 26% nas emissões de gases do efeito estufa até 2020. O presidente da Indonésia tornou isso uma meta para acabar com o desmatamento no país até o final de seu mandato, em 2014.

Pesquisas têm mostrado que as indústrias que têm conduzido a maior parte do desmatamento e da degradação de turfeiras na Indonésia – o que gera cerca de 80% das emissões – são responsáveis por uma parte cada vez menor da economia do país.

A degradação ambiental também acarreta custos substanciais para a Indonésia em termos de poluição atmosférica de incêndios, erosão do solo e assoreamento, danos decorrentes de enchentes em áreas desmatadas e perda de recursos renováveis.

Fonte: Instituto Carbono Brasil

Print Friendly, PDF & Email