Celular: inimigo do consumo consciente

Seduzidos pelas tecnologias dos novos modelos de celular, trocamos de aparelho com uma rapidez incrível, sem nos dar conta dos impactos que sua fabricação e descarte causam para o meio ambiente e, também, para nossa saúde. 

No Brasil, apenas em 2011, mais de 210 milhões de aparelhos celulares foram ativados. O número é maior do que a população inteira do país, que atualmente está em torno de 190 milhões – e o ano ainda nem acabou! -, o que comprova que tem muito brasileiro por aí usando mais de um celular e/ou trocando de modelo mais de uma vez por ano.

Será que esse consumo exagerado é mesmo necessário? Claro que não! O aparelho celular é importante para nos comunicarmos com nossos amigos e familiares quando estamos na rua – e, no caso dos adultos, pode ser um instrumento de trabalho muito útil -, mas não há necessidade alguma de trocar um aparelho que está em perfeito funcionamento por outro modelo mais novo, só porque, entre outros motivos, sua câmera fotográfica tem uma resolução maior, certo?

Este é o tema da nova animação do portal Akatu Mirim*, que pretende alertar todos nós a respeito da importância do consumo consciente de celulares – e, também, de outros aparelhos eletrônicos, como TVs, computadores e videogames.

Isso porque a fabricação desses produtos consome uma porção de recursos naturais – como água, petróleo, cobre e zinco – que, se consumidos em excesso e de forma desnecessária pelo homem, acabarão e farão muita falta aos seres vivos. Além disso, o descarte dos celulares também causa impactos para o meio ambiente e para a nossa saúde: eles ocupam espaço nos aterros sanitários e, ainda, contaminam o solo e a água.

Por isso, é muito importante que você pense bem antes de pedir outro celular aos seus pais. Será que você precisa, mesmo, de um novo aparelho? E, se a compra for realmente inevitável, não deixe de descartar seu celular antigo de forma correta: leve-o a um posto de coleta especializado em sua reciclagem.

Débora Spitzcovsky 

Planeta Sustentável– 07/11/2011

Lixo eletrônico - Descarte corretamente

Lixo eletrônico - Descarte corretamente

Print Friendly, PDF & Email