Beneficiários de Programas Sociais ajudam o meio ambiente e viram empreendedores sustentáveis

Políticas Sociais e meio ambiente Com recursos do Índice de Gestão Descentralizada repassados pelo MDS, incentiva a produção de vassouras ecológicas a partir de matéria-prima reciclada.

Garrafas pet são usadas pelos novos artesãos, que vendem o produto, reinvestem e dividem os lucrosAções da comunidade contribuem para o meio ambiente e geram renda para famílias beneficiárias.

A Secretaria de Meio Ambiente e a de Assistência Social do município de Crateús, no Ceará, oferecem capacitação profissional para fabricação de vassouras ecológicas, usando garrafas pet como matéria-prima. O dinheiro arrecadado com a venda é dividido entre os artesãos.A ideia surgiu de reunião entre secretários municipais que buscavam alternativas para oferecer aos cidadãos de baixa renda oportunidades de complementar a receita da família.

Com o dinheiro arrecadado com a venda das vassouras, os beneficiários pagam as despesas, além de separar uma pequena reserva para a compra de material, como os cabos das vassouras, que ainda não são produzidos por eles. O lucro líquido é dividido entre os trabalhadores.“Eles produzem, hoje, cerca de 50 vassouras por semana, mas, com a prática, a perspectiva é que cada um produza até 100”, explica.

O trabalho dos artesãos complementa a renda das famílias. A comercialização ainda não se dá em larga escala, mas entre amigos e vizinhos dos próprios fabricantes.

fonte:

Wellington Oliveira

 

Print Friendly, PDF & Email