Ambientalistas pedem mobilização da base aliada contra alterações no Código Florestal

Representantes do Comitê em Defesa das Florestas e do Desenvolvimento Sustentável entregaram ontem (29) ao secretário-geral da Presidência da República, ministro Gilberto Carvalho, um abaixo-assinado com 1,5 milhão de assinaturas contra as alterações no projeto do Código Florestal e pediram mobilização da base aliada do governo para impedir a aprovação de um texto que prejudique a preservação ambiental.

“Existe uma base aliada que precisa ser mobilizada para fazer prevalecer os compromissos assumidos pela presidenta [Dilma Rousseff], e isso até agora não aconteceu, como tínhamos expectativa. Quando foi a discussão do pré-sal, houve mobilização da base, quando temos assunto de interesse de governo, há toda uma mobilização da base”, disse a ex-ministra do Meio Ambiente Marina Silva.

Caso o texto seja aprovado contrariando o que defendem os ambientalistas, haverá uma campanha para que a Dilma vete os trechos que eles consideram prejudiciais ao meio ambiente.

O vice-presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), dom José Belizário, citou como pontos preocupantes da proposta a redução de áreas de preservação permanente (APPs) em margens de rios e a anistia a quem desmatou até 2008. “A discussão sobre o Código Florestal é um debate ético antes de ser somente técnico e econômico”, ressaltou o bispo.

Dom Belizário disse ter ouvido do ministro Gilberto Carvalho que a presidenta Dilma Rousseff cumpre aquilo que promete. Marina Silva, então, lembrou: “Dilma se comprometeu, no segundo turno das eleições, a vetar qualquer dispositivo que signifique aumento de desmatamento e anistia para desmatadores”. Marina disse ter entendido a declaração de Carvalho como um respaldo ao compromisso assumido por Dilma. Os manifestantes pediram ao ministro uma audiência com a presidenta Dilma Roussef.

Antes de serem recebidos, os ambientalistas fizeram uma manifestação em frente ao Congresso Nacional e ao Palácio do Planalto com faixas e balões pedindo à presidenta Dilma Rousseff que preserve as florestas. O ato em frente ao Palácio do Planalto teve a participação de cerca de 200 crianças que soltaram balões verdes.

O Comitê em Defesa das Florestas e do Desenvolvimento Sustentável reúne organizações como o Greenpeace, o SOS Mata Atlântica, a Via Campesina, o WWF Brasil e a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB)

Fonte: Agência Brasil

Ambientalistas pedem mobilização da base aliada contra alterações no Código Florestal

Ambientalistas pedem mobilização da base aliada contra alterações no Código Florestal

Print Friendly, PDF & Email